sexta-feira, 30 de junho de 2017

Desenvolvimento da aula do dia 20_06

Desenvolvimento da aula do dia 20_06




A professora iniciou a aula com algumas informações a respeito de atividades que acontecerão nessa semana, entre elas:
  • ·   21 – 06 às 17h30 → exibição do documentário “Nunca me sonharam” da Fundação UNIBANCO, que fala sobre jovens e o ensino médio.
  • ·         24 – 06 às 8h30 → GTPA que será com o Ney falando sobre uma nova forma de avaliação.
  • ·         26 – 06  às 10h → palestra no CEDUC sobre o desenvolvimento histórico do termo Energia.


Após os avisos foi iniciada a apresentação do Carlos sobre a disciplina de Artes e sua importância no currículo escolar, nas palavras do próprio Carlos, a arte é transdisciplinar e transformadora, pois cria uma identidade que é capaz de questionar o mundo e nos situar nele.
Carlos pontuou sobre a deficiência do ensino de artes hoje, uma vez que não há espaço nas escolas para sua aplicação, como também não há professores com formação adequada para ensinar o conteúdo.
As artes hoje estão sendo excluídas da sala de aula, a hierarquização das disciplinas e a disputa dos professores por maior carga horária contribui de modo fundamental para esta exclusão, infelizmente, a escola vai tirando e esvaziando das artes no currículo a possibilidade de ser uma disciplina transversal, esquecendo-se de que com a arte o sujeito cria uma identidade, se refaz e se reconstrói, afinal a arte é emancipatória, uma vez que não há conhecimentos melhores, nem maiores, mas simplesmente, conhecimentos diferentes.
Durante a explanação foi exibido um vídeo sobre a importância da criatividade, o vídeo de Sir Ken Robson, falava sobre a o quanto a criatividade é importante na educação. Uma das frases que mais me chamou a atenção foi que “se você não está pronto para errar, nunca terá uma ideia original...”
                A seguir, Carlos passou a palavra para professora Mariana, que nos presenteou com uma apresentação, fazendo uma relação das artes com a importância dos conhecimentos prévios, dizendo que o aprendizado tem que ter gosto de “quero mais”, assim como o chocolate que ela nos deu... Esse “gosto de quero mais” é o que devemos deixar para nossos alunos, que eles queiram buscar mais conhecimentos...
                 Em seguida Carlos, acompanhado de seus ex-alunos Vinícius e Gabriel nos  contaram a respeito do Projeto Serelepe,  desenvolvido em Delfim Moreira. O  projeto foi desenvolvido pelo Carlos com a colaboração dos seus alunos na época, e trabalhou a Educação Ambiental utilizando-se das Artes para desenvolver as atividades propostas.
                Para terminar sua apresentação, Carlos nos dividiu em duplas e tivemos que desenvolver um “projeto de artes” para apresentar o tema que de antemão tínhamos estudado. Para auxiliar as duplas, Carlos contou com a ajuda de Diego, Conrado, Lucas, Gabriel e Vinícius.
                Minha dupla foi composta por mim e Ney, e fizemos um fado português, foi um sucesso o Ney cantando um fado com direito a sotaque e tudo...!!!! Parabéns NEY!!!
                Ao final da aula a professora reforçou a data de entrega do artigo, para o dia 27/06 e que devemos preparar uma apresentação. Eu e Ney, devemos fazer um artigo sobre as insuficiências do currículo e da avaliação.
A aula foi muito divertida e mais uma vez incorporou inúmeros retalhos na minha colcha...  



Um comentário:

  1. Sua colcha está muito colorida e profundamente bem costurada!

    ResponderExcluir